Todas as imagens / fotos presentes, são apresentadas em baixa resolução e estão protegidas por Direitos de Autor. A cópia, edição e/ou publicação em espaços/locais, pessoais e/ou comerciais, sítios da Internet ou ainda a reprodução de qualquer das imagens presentes sem autorização prévia, estão expressamente proibidas

terça-feira, 31 de julho de 2007


Amigos para sempre

Muito fácil nos sai isto da boca
É uma simples forma de dizer
Acabou, estou farto(a), não era isto que queria, foi uma simples aventura, então como queremos ser delicados dizemos, olha ficamos amigos para sempre, e pensamos, mas não me chateies muito ok, mas não, dizemos claro a frase mágica é ficamos amigos para sempre e ai a palavras maravilhosa que pode ser AMIGO (A), não é mais que uma mentira barata, mas que a qualquer momento, pode voltar à ribalta, mas ai depois já é mais fácil, não teremos tempo, haverá alguém a nossa espera, até compromissos inesperados com a imaginação dão à luz para nos salvar dos amigos para sempre, que afinal nunca nem um único momento o foram. Estarei enganado?

4 comentários:

Anónimo disse...

Não, não estás enganado. Há um mundo de possibilidades à nossa espera...

Luna

Lenita Nabais disse...

O coração fala mais alto que a razão!!!
Bjs********************

Mariz disse...

A este respeito limito-me a dizer:
"È o tempo que perdi com a minha "rosa", que faz a minha rosa tão importante para mim".

In: O Principezinho!

A amizade necessita de tempo...embora na empatia primeira das simples palavras, seja meio caminho andado (como o cédigo postal).Porém, e como acontece na prática da bloosfera - as palmadinhas nas costas e frases muito belas, abundam e os rótulos de amizades de verdade, também! Mas..se se solidificam....é outro patamar já! e tanto assim é, quando algum comentário não cai na expectativa, ou se não for a gosto de quem lê...arma-se ali uma "peixeirada", ou então, nunca mais se visitam - pelo écran, claro!.
Outra situação engraçada(?)é por exemplo, saltar da faina virtual e tentar a aproximação no terreno!...aí sim...vê-se logo quem é quem...
porque, e por incrível que pareça, poucas são as amizades que continuam de pé e perduram...por inabaláveis. A grande maioria desfaz-se...dilui-se...como nada se acrescentasse ao já sentido (do verbo sentir) antes! - muitas há que se esquecem de vez, onde iniciaram essa "amizade de verdade" na tão precária...VIRTUALIDADE!

Até sempre...
Mariz

Helena Paixão disse...

Depende da capacidade de cada um ser verdadeiro consigo e com os outros. Hoje em dia emprega-se a palavra amigo com alguma leviandade, acho. Parece-me até que quem, como eu, não a aplica a todos os conhecidos fica mal visto. Mas prefiro continuar a seguir o meu coração e a diferenciar os amigos dos conhecidos. Tu, sabes bem, estás no meu pequeno rol de amigos.

Aquele abraço bem apertadinho :-)